Sistema de Avaliação
  • Avaliação

    A avaliação do aluno consiste em emitir juízos de valor a respeito do seu nível de conhecimento, competências e habilidades alcançadas, com a função de diagnosticar e acompanhar, de maneira contínua, cumulativa e sistemática, o processo de aprendizagem. Consiste, ainda, na priorização dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos e dos resultados obtidos ao longo do processo, envolvendo atividades realizadas individualmente e em grupo, tais como: projetos, pesquisas, provas, relatórios de atividades, estudos de caso e de meio e diagnóstico ou prognóstico sobre situações de trabalho.
  • Processo de Avaliação

    O processo de avaliação é expresso em menções:
    I – ótimo – ser capaz de demonstrar conhecimento, competências e habilidades, com destaque;
    II – bom – ser capaz de demonstrar conhecimento, competências e habilidades, a contento;
    III – suficiente – ser capaz de demonstrar conhecimento, competências e habilidades essenciais;
    IV – insuficiente – não ser capaz de demonstrar conhecimento, competências e habilidades essenciais.
    Considera-se aprovado o aluno que obtém, em cada componente curricular, no final de cada semestre ou etapa, no cômputo das avaliações realizadas, as menções: ótimo, bom ou suficiente.
  • Estudos de Recuperação

    Submete-se a estudos de recuperação:
    I) o aluno que obtém a menção insuficiente em cada avaliação dos componentes curriculares;
    II) o aluno que, no final de cada semestre ou etapa obtém, no cômputo das avaliações realizadas, a menção insuficiente.

    Considera-se aprovado, após os estudos de recuperação oferecidos no final de cada semestre ou etapa, o aluno que tiver suprido as lacunas de conhecimento, competências e habilidades evidenciadas nas avaliações realizadas durante o semestre/etapa e alcançar as menções: ótimo, bom ou suficiente.

    O aluno que obtém menção insuficiente em três (03) ou mais componentes curriculares após os estudos de recuperação:
    I – no ensino médio: não é promovido para o semestre seguinte do curso, podendo matricular-se apenas nos componentes curriculares em que foi reprovado;
    II – nos cursos técnicos: pode matricular-se nos componentes curriculares em que foi reprovado e outros componentes curriculares do período seguinte, desde que observada a sequência do currículo.

Orientações

  • Justificativa de Faltas às Avaliações

    I – As faltas às avaliações devem ser justificadas pelo aluno, até quarenta e oito (48) horas após o seu retorno à Unidade de Ensino, através de solicitação junto ao professor e ao coordenador de Curso, anexando o comprovante de seu impedimento. Pedidos fora do prazo ou sem comprovante de impedimento implicam na perda do direito de realizar a(s) prova(s) em data posterior.
    II – A justificativa apresentada não abona as faltas, salvo os casos previstos em lei.
  • Revisão de Provas

    Pode ser requerida a revisão de prova, a pedido do aluno, em requerimento devidamente fundamentado e protocolado, dirigido ao diretor da Unidade de Ensino, dentro de 48 horas a contar da publicação do resultado da mesma.
    A revisão será feita na própria Unidade de Ensino, pelo professor que julgou a prova, assessorado por mais dois professores do mesmo componente curricular ou de componentes curriculares afins e pelos Coordenadores Pedagógico e de Curso.
    O resultado da revisão será encaminhado ao Diretor para a devida homologação e posteriormente dado conhecimento ao aluno, pela Secretaria da Unidade.
  • Informações sobre Educação Física

    I – o aluno só será dispensado da prática de Educação Física se apresentar problema de saúde, comprovado por atestado médico.
    II – os atestados de faltas às atividades devem ser entregues ao professor o qual os encaminhará à secretaria.
    III – o aluno com dispensa ou justificativa assistirá às aulas ministradas a fim de ser avaliado no final do bimestre.